https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

A enfermidade, que contaminou pessoas de diversos países, foi declarada, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), emergência de saúde pública. A situação é preocupante, mas não há casos confirmados de coronavírus no Brasil. Desde já, o Ministério da Saúde se organiza e prepara para lidar com a presença do vírus. Em Tubarão, os profissionais de saúde estão preparados e atentos para identificar possíveis casos da doença.

Anunciante do CNT

A principal recomendação são os cuidados com a higiene. Como os sintomas são parecidos com de uma gripe, é importante ficar atento. Outro cuidado, é que a população não viaje para os locais mais acometidos pelo vírus. Isso porque não existe, até o momento, vacina para prevenir a infecção.

Anunciante do CNT

Para aquelas pessoas que tenham viajado para China nos últimos 14 dias é importante ficar atento e procurar atendimento médico imediato em caso de febre acompanhada de, pelo menos, um sintoma respiratório.

Anunciante do CNT

É necessário sempre verificar fontes oficiais ao saber de alguma notícia. De acordo com o Ministério da Saúde, todo dia, às 16h, será divulgado um novo boletim, nas redes sociais, sobre a situação que pode ser acompanhado no FacebookInstagram e Twitter.

Casos suspeitos

De acordo com a última atualização, na tarde desta terça-feira (4), do Ministério da Saúde, essas são as regiões com casos suspeitos:

São Paulo – 6

Rio Grande do Sul – 4

Santa Catarina – 2

Rio de Janeiro – 1

Sinais e sintomas

São parecidos com de uma gripe, como febre, tosse e dificuldade para respirar.

Como ocorre a transmissão

O vírus tem um período de incubação de até duas semanas, e o contágio é possível durante todo esse tempo, mesmo antes de aparecerem os sintomas. Essa transmissão do coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; e contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Métodos de prevenção

As medidas são praticamente as mesmas adotadas para outros vírus respiratórios:

Lavar mãos com água e sabão com frequência;

Evitar sempre tocar olhos, boca e nariz com as mãos sujas;

Cobrir a boca e o nariz ao espirrar, de preferência com um papel;

Manter os ambientes ventilados;

Limpar locais e objetos que sejam tocados com frequência;

Evitar contato com pessoas doentes;

Ficar em casa quando estiver doente e utilizar máscara ao sair.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui