https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

A Polícia Civil de Laguna deflagrou, nesta quarta-feira (24), por volta das 6h, a “Operação Juliana”, com o intuito de dar cumprimento a 12 medidas judiciais, sendo seis mandados de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e um mandado de medida cautelar alternativa à prisão.

Anunciante do CNT

A operação visa dar continuidade às detenções já realizadas no dia 29 de maio, ocasião em que foram presos dois homens por tráfico de drogas, no bairro Jardim Juliana.

Anunciante do CNT

A partir de então, diversas diligências investigativas foram realizadas pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, que apurou a existência de uma associação criminosa voltada à prática do tráfico de drogas, e que não satisfeita com o comércio ilegal de maconha, ecstasy, e ‘loló’, também vinha se vangloriando por intermédio da posse clandestina e irregular de armas de fogo, geralmente demonstradas em fotografias nas redes sociais.

Anunciante do CNT

Ainda foi possível, por meio de investigação, apurar a conduta individualizada e desenvolvida pelo grupo criminoso, desde o responsável pelo abastecimento do entorpecente a diversos pontos do município de Laguna – dentre os quais se inclui o bairro Jardim Juliana -, como também o responsável pela ocultação da droga, por sua venda, pela contabilidade e por todo apoio logístico empregado.

A operação contou com a participação de policiais civis de delegacias de Laguna, Imbituba, Garopaba, Pescaria Brava e Capivari de Baixo, e foi deflagrada como forma de finalização das investigações levadas a efeito em inquérito, o qual resultou no indiciamento de oito indivíduos.

De acordo com o delegado Bruno Fernandes, titular da DIC de Laguna e coordenador da ação, “trata-se de importante operação que, por intermédio de contínua e ininterrupta investigação criminal, logrou êxito na delimitação das condutas desenvolvidas por pelo menos oito investigados, que vinham ostentando os ilícitos cometidos, bem como zombando da justiça ao publicarem diversas fotografias com armas de fogo. Agora, moradores do bairro Jardim Juliana voltarão a ter a devida tranquilidade local”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui