https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

No fim da tarde do último domingo (4), a equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), executado pela Udesc de Laguna, recebeu um acionamento de moradores devido a um animal encalhado na Praia do Gi. Ao chegar no local, o grupo constatou que se tratava de uma baleia-piloto-de-aleta-curta (Globicephala macrorhynchus).

Anunciante do CNT

Pescadores relataram que o animal ainda estava vivo quando foi avistado encalhado. Foi quando o colocaram novamente no mar, mas a tentativa foi sem sucesso e ele retornou a encalhar, porém já sem vida.

Anunciante do CNT

A baleia foi transportada para a Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Udesc, onde foi realizada necropsia imediata, já que o animal ainda estava fresco (Cód 2). Segundo o coordenador do PMP-BS/UDESC, Pedro Volkmer de Castilho, ‘trata-se de uma espécie frequente em águas brasileiras, porém de encalhe raro, talvez por viverem em águas mais profundas. O aparecimento na praia pode ter sido motivado por algum distúrbio associado a história de vida do animal, visto que ele tinha cicatrizes de lesões anteriores’.

Anunciante do CNT

Na necropsia foi levantada a suspeita de morte por afogamento e constatda uma fratura na mandíbula, porém sem evidencias externas. Tratava-se de um macho juvenil de 315,9 quilogramas e 2,89 metros de comprimento. Os exames complementares nos dirão se existia algum outro quadro patológico não detectado macroscopicamente.
Em cinco anos de PMP-BS este é o primeiro registro desta espécie. Ela é conhecida popularmente como ‘baleia-piloto’, porém é um grande golfinho. Esta espécie se alimenta preferencialmente de crustáceos e lulas. São conhecidos por formarem grupos sociais numerosos. Muitas vezes são de difícil identificação devido a semelhança com a baleia-piloto-de-aletas-longas, cujas diferenças são basicamente osteológicas.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui