https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Após quase um ano longe das salas, parte dos estudantes catarinenses já começou a voltar a frequentar as escolas na rede privada e outra parte segue o mesmo caminho a partir desta semana na rede pública, diante de um novo formato, como aulas presenciais e ainda, online, numa proposta híbrida jamais realizada em Santa Catarina. Os desafios são muitos, principalmente porque a pandemia do novo coronavírus está longe de ser controlada e o ritmo de vacinação segue lento.

Anunciante do CNT

Mesmo assim, a maioria dos educadores defende o retorno dos alunos às salas. Os prejuízos acumulados em 2020 – quando muitos tiveram que se adaptar ao ensino remoto e alguns simplesmente desistiram de estudar – só serão contabilizados no futuro. O desafio, agora, é conseguir retomar o foco na aprendizagem e seguir corretamente todas as regras sanitárias e de distanciamento.

Anunciante do CNT

Mas além desses, tem outro: a Secretaria da Educação passou por uma mudança significativa. Saiu o técnico e conhecidamente eficiente Natalino Uggioni, que ficou por 25 meses à frente da pasta, e entrou o deputado estadual Luiz Fernando Vampiro (MDB). A troca faz parte do novo momento do governo de Carlos Moisés, que abriu espaço para políticos numa administração que se propunha técnica, mas que por pouco não naufragou. Vampiro chega numa área que sofreu um verdadeiro choque de gestão, com avanços como monitoramento de matrículas, acompanhamento de frequência escolar semanal e desempenho por disciplina, escola por escola, aluno por aluno.

Anunciante do CNT

Em seu primeiro ato, o deputado licenciado anunciou a adesão da EEB Joaquim Ramos, de Criciúma, ao Programa Nacional das Escolas Cívico-militares. A escola fica na sua base eleitoral. Um início bem diferente do seu antecessor. Esperamos que o final seja ainda melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui