https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Nesta segunda-feira, 22, a Polícia Militar foi chamada para atender a uma ocorrência de uma cliente com um possível surto em Tubarão. 

Anunciante do CNT

Quando a polícia chegou ao local, segundo o B.O., a vítima relatou que trabalha na loja de celulares e uma cliente havia retornado em sua loja após realizar um conserto em seu celular, porém desta vez ela queria o reembolso do dinheiro. A cliente dizia que o celular havia danificado novamente e seria devido ao conserto. Contudo o dano desta vez seria em uma área diferente da anterior, pois foi consertado no primeiro momento o conector de entrada do carregador e também trocada sua bateria. No retorno à loja, o celular apresentava um dano na tela.

Anunciante do CNT

Após tentativas de conversar com a cliente, esta começou a jogar objetos no chão e quando a vítima se aproximou, foi agredida no pescoço e tórax com arranhões. No momento da chegada da guarnição, a mulher estava muito alterada e com conversas agressivas, inclusive com os policiais.

Anunciante do CNT

No primeiro momento foi possível acalmá-la, mas ela tinha altos e baixos, e em diversos momentos gritava e apontava o dedo para a guarnição. Em dado momento ela deu um soco na mesa, usando de palavras como “eu uso medicações, e ninguém pode fazer nada comigo, nem vocês policiais”.

A guarnição, após identificar a cliente, optou por acionar o Serviço de Atendimento de Urgência, porém ela saiu antes do local. Sendo assim, não foi possível ouvir a versão da autora tampouco, ou mesmo obter as assinaturas de quaisquer documentos, dado o estado em que se encontrava. A autora saiu do local deixando para trás seu telefone.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui