https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Além de significar a prática de atividade física, o esporte é um meio que ensina valores, proporciona competitividade, desenvolve liderança e ainda promove a integração entre diferentes pessoas. Seja nas modalidades coletivas ou individuais, ser atleta é também se relacionar, conhecer e formar novas amizades. É nas trocas de olhares, admiração e quando o coração bate mais forte por esse ou aquele amigo que o cenário esportivo se torna o berço de um namoro. Casais que se conheceram em meio às disputas e treinos, como a Isadora Cândido Hanel e o João Vitor da Costa da Silva, ambos karatecas da Associação Impacto.

Anunciante do CNT

Quando Isa começou nos tatames, João já tinha anos de experiência na modalidade, mas sempre foi um jovem mais reservado e quieto. Apesar de conversarem pouco no início, ela conta que já sentia algo. “Eu até tentava negar, mas essa quedinha sempre esteve ali”, revela. E pouco a pouco, na rotina de treinos, Isa começou a chamar a atenção do João. “Gostava do jeito dela que combinava com o meu”, descreve. Foi aí que resolveu deixar a timidez de lado e investir em mais contato. A conversa fluiu durante um mês. Sorrisos foram trocados após os treinos e as figurinhas nas redes sociais ganharam cada vez outros sentidos.

Anunciante do CNT

Isa até ganhou o apelido de “moranguinho”. “Eu ficava um pimentãozinho. Até hoje ainda fico rosinha. Era bem aquela coisa de paixão, que você fica meio deslocada sem estar, um território desconhecido que você quer explorar”, completa. Até que ele a convidou para sair e finalmente o primeiro beijo aconteceu. No entanto, o namoro em si demorou para ser oficializado. “Essa história é engraçada. A gente estava ficando sério já, basicamente todo mundo sabia, só não saia o namoro. Daí a gente foi no brasileiro final em Uberlândia em 2018, ficávamos o tempo todo junto. Depois que voltamos, ele veio aqui em casa para concretizar, pedir para os meus pais, vê se pode! Ele disse pedir, mas foi só um comunicado”, relata a karateca, sorrindo ao relembrar o episódio.

Anunciante do CNT

Assim, desde o dia 25 de outubro de 2018 os dois permanecem juntos, dividindo momentos e até conquistas. Nos Jogos Abertos de 2019, por exemplo, os dois colocaram no peito três medalhas de ouro, campeões que recebem o auxílio do Bolsa Atleta durante este ano. E o sucesso em subir no pódio é para casais que crescem juntos. “Não se trata de competição e sim de companheirismo e compreensão. Acho que isso fortalece a relação, os dois passam a se entender melhor, conhecer e aceitar cada um, além de incentivar o desenvolvimento dentro do esporte”, reflete Isa. Esse apoio mútuo também se estende na vida pessoal. Uma relação saudável, que é sinônimo de cumplicidade, companheirismo e, sobretudo, amor. É o esporte transformando e unindo vidas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui