https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

A perícia informou que a causa da morte de Flávia Godinho Mafra, grávida do município de Canelinha/SC que teve o bebê retirado do ventre, foram os ferimentos cortantes no abdômen. O laudo do Instituto Geral de Perícia (IGP) saiu no final de semana e também indicou múltiplos ferimentos na cabeça, pescoço e braços.

Anunciante do CNT

A vítima tinha desaparecido na quinta-feira (27) e o corpo foi encontrado no dia seguinte em uma olaria abandonada na cidade de São João Batista, na Grande Florianópolis. Ela teria sido levada ao local após a amiga informar que um chá de bebê estava sendo organizado em sua homenagem.

Anunciante do CNT

A suposta autora do crime é uma amiga de infância de Flávia, que está presa. O marido dela também foi detido. O bebê teve cortes de estilete nas costas e continua em recuperação no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis.

Anunciante do CNT

Em depoimento, a mulher teria admitido que planejou o caso para ficar com a criança com dois meses de antecedência, após ela sofrer um aborto no começo do ano. Conforme o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva e o Tenente-Coronel Daniel Nunes, comandante do 12º batalhão da PM, a mulher e o companheiro serão indiciados por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Também vão responder por lesão corporal gravíssima, pelos ferimentos no bebê.

(Com informações do NSC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui