https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Conheça a história de Marlon David dos Santos Lage, de 43 anos, natural de Timóteo (MG), região Leste do Estado. Ele tem dois filhos, Lucas, 22, e Daniel, 18. O mais velho vive no Rio de Janeiro (RJ) e o caçula reside na cidade de Cachoeira Escura (MG). Marlon, que é garçom, metalúrgico e auxiliar de cozinha, hoje está desempregado. É casado há um mês. Ele e a esposa moram em uma casa alugada no bairro Monte Castelo, em Tubarão.

Anunciante do CNT

O mineiro, que há dois anos reside na Cidade Azul, tem uma história de vida de recuperação. Saiu de MG em 2012, para trabalhar no Resort Costão do Santinho, como garçom, depois foi para Palhoça atuar em uma panificadora, uma época onde iniciou uma situação delicada na vida, com envolvimento com drogas e foi morar na rua. A primeira vez que dormia ao relento. “A noite de estreia em via pública foi sofrida, era uma época de frio, eu não tinha coberta e arranjei um papelão para tentar me aquecer… Não dormi, fiquei em claro, foi um terror”. Ficou cerca de dois anos na Grande Florianópolis, sempre pela rua, passando dificuldades, fome, frio, sede e enfrentado o vício em crack.

Anunciante do CNT

O homem, que hoje comemora sua vitória de uma revida, pode-se resumir assim, decidiu vir para Tubarão no ano 2018, onde também estava em situação de rua até que conheceu uma pessoa que lhe estendeu a mão e disse: “É tua última chance”. A mulher, que é evangélica, convidou Marlon para ir à igreja. “Eu disse sim e lá eu estava, no culto. Dois dias depois, fui participar daquela reunião religiosa e decidi não usar mais drogas”. Este fato faz poucas semanas e tudo mudou na vida do mineiro, hoje radicado em Tubarão e que afirma. “Estou bem, com uma esposa de Deus e longe das drogas (há três semanas). Estou sendo abençoado”, comemora.

Anunciante do CNT

Após este processo, Marlon saiu das ruas, conseguiu um lar, abandonou as drogas, está frequentando a igreja e já iniciou alguns trabalhos aleatórios (bicos), mas, nesta sexta-feira (16), reconquistou, como diz ele, ainda mais sua dignidade. “Pretendo abrir uma empresa de prestação de serviços de limpeza de vidros em pontos residenciais e comerciais”, almeja.

Ele deixa seu recado às pessoas que passam pela mesma situação. “O que me salvou e está me salvando é Jesus. É importante olhar para essas pessoas em situação de rua com mais carinho, direcionar uma palavra positiva e criar oportunidades, como foram criadas para mim, tudo por meio da palavra de Deus”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui