https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

O município de Tubarão assinou nesta segunda-feira (13) o financiamento de R$ 98 milhões junto à Caixa Econômica Federal (CEF) que viabilizará dezenas de obras da segunda fase do Programa de Integração da Mobilidade (Proinfra-TB). É o maior repasse da história do município e, também, o maior em volume de recursos do Brasil firmado entre uma prefeitura e a CEF, por meio do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa).

Anunciante do CNT

O ato de assinatura ocorreu no teatro da Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva. A mesa de autoridades teve o prefeito Joares Ponticelli; o superintendente de rede da Caixa Econômica Federal em Santa Catarina, Gilberto Onofre da Luz; o superintendente Executivo de Governo da CEF, Edinei Luís Celestino; o superintendente de Varejo da Amurel da CEF, Bruno Piva Búrigo; o presidente da Câmara de Vereadores Nilton de Campos e o gerente financeiro da secretaria de Gestão Tarcísio Hemkemeier.

Anunciante do CNT

Antes de apresentar a lista de obras que serão viabilizadas pelos R$ 98 milhões, o prefeito Joares relembrou todas as obras executadas com os R$ 30 milhões do primeiro Finisa, firmado em 2019, que permitiu ao município executar a pavimentação de diversas vias e construir a ponte Prefeito Paulo Osny May e o Parque Empresarial José Roberto Tournier.

Anunciante do CNT

“Hoje quando acordei, fiz uma retrospectiva desde o final de 2017, quando começamos a sonhar com um projeto dessa grandiosidade, inicialmente com o financiamento internacional do Fonplata e, que Tubarão conseguiu, pela primeira vez, a aprovação de uma instituição internacional. Veio a pandemia, que nos trouxe muitas angustias e atrasou todo o processo. Surgiu a oportunidade com a Caixa Econômica Federal, e antes do início da primavera, essa primavera chegou em Tubarão. Para mim especialmente, para o nosso vice-prefeito Caio, que está se recuperando de um problema de saúde, e para todo o nosso Governo, é um dia muito especial, e que vai ficar na história. Nós, com essas obras, daqui a dois anos teremos uma cidade ainda melhor”, disse Ponticelli.

Os R$ 98 milhões financiados pela CEF chegarão ao município em transferências semestrais. Nos próximos dias serão repassados os primeiros R$ 10 milhões. No próximo semestre virão outros R$ 30 milhões. Depois, R$ 20 milhões e, por último, R$ 38 milhões. O prazo de pagamento, com carência de dois anos, é de 10 anos – o município terá de executar todas as obras programadas até o final de 2023.

“Quando encontramos em um banco com a credibilidade e o histórico da CEF um parceiro que diz querer participar e apostar nessa cidade, nesse processo de animação, estímulo e prosperidade, não tenho dúvidas de que ao final do nosso tempo vamos entregar uma cidade muito melhor do que recebemos, uma cidade que garante sua sustentação financeira cada dia mais fortemente”, complementou o prefeito.

Uma das primeiras obras será a ponte que ligará a Guarda Margem Direita à Guarda Margem Esquerda. A licitação para elaboração do projeto está em andamento e a expectativa é de que a obra possa ser iniciada ainda em 2021.

As obras que serão executadas com o financiamento:

Pavimentações

Rua Nicolau Manoel da Silva (estrada geral do Caruru)

Rua João Bristot

Rua Tenente João Luiz Maus

Rua Teodoto Tonon

Rua Wenceslau Braz

Rua Visconde de Barbacena

Avenida Pedro Zapeline (prolongamento)

Estrada Geral da Madre

Rua João Fernandes Lima (rua da antiga Sorgitu, prolongamento até a rodovia Ivane Fretta Moreira)

Rua José Alves dos Santos Passos

Rua José Bressan

Avenida Getúlio Vargas (até o limite com Capivari de Baixo)

Rua Pedro Peicher de Carvalho

Rua da Piedade

Avenida Rodovalho

Rua Antonina Búrigo Corbertta

Rua Miguel Inácio Faraco

Rua Prudente de Moraes

Rua Antônio Hülse

Equipamentos/estruturas

Ponte ligando a Guarda ME a Guarda MD

Parque Ambiental Cultural (revitalização da beira-rio)

Reconstrução do Mercado do Produtor

Praça esportiva ao lado da Arena Multiuso

Pórticos de entrada da cidade

Máquinas e equipamentos (patrolas e tratores)

Ações além da infraestrutura

Sistema fazendário

Georreferenciamento

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui