https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Uma nota intitulada como de utilidade pública está circulando nas redes sociais afirmando que, a partir do dia 2 de novembro, serão ativados os radares fixos da BR-101 Sul de Torres a Florianópolis. “Fiquem ligados tem velocidade de 80, 100 e 110 km/h.”

Anunciante do CNT

Em nota, a assessoria da CCR ViaCosteira, concessionária responsável pelo trecho Sul da BR-101, negou a afirmação. “A Concessionária CCR ViaCosteira informa que não há data definida para início da operação dos controladores de velocidade. Quando a data for definida a concessionária e a PRF farão antecipadamente ampla divulgação”, esclarece.

Anunciante do CNT

A CCR ViaCosteira fez a implantação das estruturas (suporte) que irão compor os 42 controladores de velocidade ao longo da BR-101 Sul/SC. Os equipamentos, que ainda não têm data definida para entrar em funcionamento, irão auxiliar na fiscalização de velocidade em pontos estratégicos da rodovia e as autuações serão processadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Anunciante do CNT

A concessionária ficará responsável pela instalação, manutenção e operação dos controladores, atendendo a uma determinação prevista em contrato de concessão, além de ser mais um recurso importante para contribuir na segurança do usuário que utiliza a rodovia.

A previsão é de que até o final deste ano, todos os equipamentos devem estar operando completamente. Porém, a CCR ViaCosteira reforça que fará ampla divulgação prévia por meio de seus canais oficiais, para informar a todos os usuários da BR-101 Sul/SC.

Ainda, a concessionária ressalta a importância de manter a rodovia segura e lembra que a velocidade máxima permitida para veículos de passeio, estabelecida em 110km/h, e para comerciais de 90km/h, não será alterada. Os locais de implantação dos controladores foram definidos através de estudo realizado pela Polícia Rodoviária Federal e aprovados pela ANTT. Os pontos de implantação levam em consideração o número de acidentes, fluxo de veículos e perímetro urbano da rodovia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui