https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg

Anunciante do CNT

O Ministério da Saúde não divulgou o número de casos suspeitos, como vinha fazendo nos últimos dias

Anunciante do CNT

O Brasil está com 1128 infectados pelo coronavírus (Covid-19), segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde no fim da tarde desta sábado-feira, 21. O número de mortes subiu de 11 para 18. A pasta não divulgou o número de casos suspeitos, como vinha fazendo nos últimos dias.

Anunciante do CNT

Todos os pacientes que morreram tinham mais de 60 anos e algum problema pré-existente, ou seja, se encaixam no grupo com maior vulnerabilidade. Por isso o Ministério da Saúde reforçou o apelo para que os idosos não saiam de casa.

Anunciante do CNT

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta sexta-feira, 20, que até o final de abril o sistema de saúde brasileiro vai entrar em colapso pela epidemia do coronavírus.

“Claramente, em final de abril nosso sistema de saúde entra em colapso. Colapso é quando você tem dinheiro, mas não tem onde entrar (nos hospitais)”, afirmou, Mandetta, ao lado do presidente Jair Bolsonaro. Eles participam de videoconferência com empresários sobre medidas de enfrentamento ao coronavírus.

Neste balanço, o Ministério da Saúde não atualizou o número de transmissão comunitária. No relatório divulgado na quinta-feira, 19, seis estados registram o tipo de contaminação, quando não há a possibilidade de saber a origem. Segundo a pasta, registram este tipo de contágio São Paulo (estado), Rio de Janeiro (capital), Santa Catarina (sul do estado), Rio Grande do Sul (capital), Minas Gerais (capital) e Pernambuco (estado).

Fechamento da fronteira

Diante do avanço do surto do Covid-19, o governo federal fechou as fronteiras terrestres com a Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru e Suriname. A fronteira com a Venezuela já está fechada.

A portaria foi assinada por Sergio Moro, ministro da Justiça, Luiz Henrique Mandetta, da Saúde, e Braga Netto, da Casa Civil. Há a expectativa de que viagens aéreas também sejam interrompidas em breve.

Casos aumentarão até junho

O ministro da Saúde afirmou que os números vão aumentar exponencialmente até o fim de junho. “Estamos imaginando que vamos trabalhar com espirais ascendentes entre abril, maio e junho. Passaremos de 60 a 90 dias de muito estresse e teremos sobrecarga”, disse Mandetta.

Segundo as estimativas, em julho os casos deverão entrar em recessão e em agosto e setembro o cenário deverá estar voltando a patamares menores. “Desde que a gente construa a chamada imunidade em mais de 50% das pessoas”, afirmou.

Medidas econômicas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou uma série de medidas de ajuda para reduzir o impacto na economia que será causado pelo Covid-19.

Estão sendo preparados uma bolsa para profissional autônomo, no valor de R$ 200, além da garantia de pagamento a trabalhadores que tiverem a jornada de trabalho reduzida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui