https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Ao mestre com carinho… Neste Dia do Professor (15 de outubro), o ex-presidente da Fundação Municipal de Educação de Tubarão, Maurício da Silva, homenageia a classe na Cidade Azul e destaca a valorização do magistério no município. A data foi oficialmente instituída por um decreto em 1963, no governo de João Goulart, para homenagear os profissionais dedicados ao ensino e ao desenvolvimento da educação no país. “Tenho orgulho de ser professor”, resume o educador. “Meu orgulho maior foi fazer parte de uma gestão que valoriza o profissional da sala de aula, não com discurso fácil, demagógico, mas com atitudes que resgatam a dignidade do magistério, do ponto de vista financeiro, pedagógico e da autoridade”, emenda Silva.

Anunciante do CNT

Tubarão paga aos professores a melhor média salarial de Santa Catarina. Não por acaso, educadores de outras redes de ensino e de outras cidades miram trabalhar no maior centro urbano da Amurel.

Anunciante do CNT

Segundo o ex-presidente da Fundação, ante o abandono pedagógico, foi proporcionada capacitação de altíssimo nível. “No ano de 2019, trouxemos a doutora Regina Shudo para orientar os professores que atuam na Educação Infantil e o Especialista Robson Lima, para os do Ensino Fundamental. Instituímos os Planejamentos Bimestrais Coletivos, onde os professores agrupados por disciplina, série ou idade dos alunos (no caso da Educação Infantil), trocam experiências sobre como elaborar as atividades que contribuem para desenvolver, nos alunos, as habilidades previstas na Base Nacional Comum Curricular”, detalha. Devido à pandemia, evoluíram para Planejamentos Semanais Coletivos Virtuais. Somam-se, videoconferências com especialistas daqui e de outras partes do mundo, por meio de parceria com a Unisul/Ânima.

Anunciante do CNT

Entre esta e outras ações, ele destaca que todos os procedimentos didáticos/pedagógicos foram organizados por meio do Projeto “Sucesso na Escola, na Vida e no Trabalho”.

As condições e os ambientes de trabalho dos professores foram amplamente melhorados, conforme afirma Maurício. “Zeramos as salas de aula sem climatização (faltavam 80) e as creches sem parques (faltavam 32) e sem ‘casinhas de bonecas’ (faltavam 28) e toda roupa de cama e confortos das crianças foram substituídas por novas (mais de dez mil itens) e 40 das 46 Escolas foram reformadas, em um investimento jamais visto na história da educação de Tubarão”, lembra.

O Projeto “Sucesso na Escola, na Vida e no Trabalho” orienta sobre como conquistar a disciplina preventiva e o que fazer se esta for insuficiente. Dois casos foram emblemáticos. O do pai de aluno que publicou inverdades sobre a diretora da Escola São Judas Tadeu e teve que se retratar publicamente e pagar indenização de R$ 5 mil, e dos atletas de uma agremiação esportiva que estudavam na Escola Arino Bressan e não respeitavam os professores e a direção. Ficou estabelecido, e assim se criou e o projeto “Respeito não se Negocia”.

“Prestigiamos todas as atividades dos professores, inclusive, aos sábados e domingos, e, neste período de pandemia, que todos se reinventaram, mantivemos, rigorosamente, todos nas suas atividades e seus empregos. Isso significa priorizar as pessoas e valorizar os professores, principais pilares de todas as sociedades”, finaliza Silva, que deixou o cargo de diretor-presidente da Fundação recentemente para disputar o peito deste ano e uma vaga como vereador em Tubarão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui