https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Já são 57 dias de internação e uma constante luta pela vida do policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos, de Tubarão, que foi baleado durante o assalto ao Banco do Brasil, em Criciúma. Mas, conforme boletim divulgado há pouco pelo comendo da corporação, o profissional deverá receber alta ainda no fim desta semana ou início da próxima.

Anunciante do CNT

Somente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foram 33 dias. O roubo na Tesouraria do Banco do Brasil ocorreu no dia 1º de dezembro. Os bandidos levaram cerca de R$ 80 milhões e nem o dinheiro ou os chefes da megaoperação foram encontrados ainda.

Anunciante do CNT

Ainda segunda o boletim, o estado de saúde de Jeferson permanece estável. Ele respira ainda com auxílio de aparelhos, por meio de traqueostomia, mas não está mais sedado. Novos procedimentos foram realizados para esclarecimentos de possíveis focos de infecção, não demostrando maiores alterações.

Anunciante do CNT

O policial foi atingido no abdômen durante troca de tiros com os bandidos. O fígado e o estômago da vítima foram atingidos com o projétil. Ele passou por três cirurgias. Morador de Tubarão, Esmeraldino trabalha no 9º Batalhão da Polícia Militar, em Criciúma. Ele estava em serviço no momento do assalto.

Conforme a Polícia Civil, cerca de 40 ladrões encapuzadas participaram da ação. O túnel do Morro do Formigão, na BR-101, chegou a ser interditado com o uso de um caminhão incendiado pela quadrilha para evitar que reforços policiais chegassem à cidade de maneira rápida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui