https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Tanta coisa mudou desde a chegada da Covid-19 que todos ainda tentam entender do que mais sentem falta diariamente. Das reuniões de trabalho, o abraço caloroso dos pais, daquela visita com café na casa dos avós, sobretudo, do amigo ou familiar que faleceu vítima da doença. Há exatamente um ano, no dia 18 de março de 2020, o primeiro caso de coronavírus em Tubarão foi confirmado.

Anunciante do CNT

Neste 18 de março de 2021, 17.867 pessoas já foram infectadas na Cidade Azul. Centro é o bairro mais atingido. São 2.195 casos confirmados, seguido de Oficinas, 1.777, e de São João Margem Esquerda, 1.156. Com apenas 22 munícipes infectados, o bairro Cruzeiro é o menos atingido. Dos quase 18 mil positivos, 16.574 estão curados, mas podem ser, novamente, infectados pelo vírus.

Anunciante do CNT

O município registrou a primeira morte por Covid-19 no dia 7 de abril de 2020. Trata-se de um homem de 34 anos, identificado como Deison Freitas. Cantor e compositor, ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC). “O paciente não tinha nenhuma comorbidade associada”, pontuou, na época, o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson Trevisol.

Anunciante do CNT

Na cidade, a pandemia ceifou 253 vidas. Atualmente, são 996 casos ativos, que seguem em recuperação. Desses, 35 tubaronenses seguem hospitalizados na UTI, 54 em enfermaria e 907 em monitoramento. Na UTI infantil, uma criança da cidade está com suspeita da infecção. Os seis principais sintomas relatados pelos pacientes são dor de cabeça e no corpo, tosse, diminuição do olfato, do paladar e fadiga.

Perfil dos infectados – O painel de dados da Covid-19 da Fundação Municipal de Saúde (FMS) indica que a média de idade das pessoas infectadas é de 40 anos. Entre 30 e 39 anos concentra-se o maior volume de positivos: 2202 mulheres e 1962 homens. Os jovens entre 20 e 29 anos são o grupo seguinte: 1798 mulheres e 1508 homens. Idosos entre 90 e 99 anos são os menos acometidos: 28 mulheres e 13 homens.

Picos do vírus – Tubarão alcançou a marca de mil casos no dia 15 de julho de 2020. Dois meses depois, em setembro, eram cinco mil positivos e, após seis meses, atingiu a marca atual de quase 18 mil casos. O diretor-presidente da FMS, Daisson Trevisol, ressalta que se chegou no limite do limite, e que espera-se que nas próximas semanas diminua a quantidade de pessoas internadas e que muitas tenham alta.

Daisson pede também para que todos os municípios da Amurel colaborem, pois Tubarão atende pacientes de toda a região e reforça que o apoio e colaboração de toda a população é fundamental, já que é um momento muito delicado e de intensa transmissão do vírus. “As pessoas precisam redobrar a atenção e os cuidados”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui