https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Uma carta, assinada pelo Diretor Técnico do Hospital São Camilo, em Imbituba, Jaime Ribeiro Freitas, e enviada na tarde desta sexta-feira (19) à Prefeitura de Imbituba, pede o fechamento dos serviços não essenciais pelo período entre sete e 14 dias.

Anunciante do CNT

O documento, escrito pelo médico, tomou como base o alto número de atendimentos realizados pela instituição nos últimos tempos e o aumento, significativo, de óbitos pela Covid-19 em Imbituba. São 65 mortes registradas até o momento.

Anunciante do CNT

Na carta, o Diretor Técnico do Hospital São Camilo fala que, há cerca de três semanas, os profissionais de saúde da instituição tem presenciado a superlotação dos leitos de UTI. Hoje, em Santa Catarina, aproximadamente, 400 pacientes aguardam em um fila de espera por uma vaga em Unidade de Terapia Intensiva.

Anunciante do CNT

“Em nosso município, a ala de enfermaria (isolamento Covid) encontra-se com 100% de ocupação, assim como a UTI. Além disso, há grande dificuldade na obtenção de insumos, como, medicamentos para procedimentos de intubação e sedação”, relatou Jaime Ribeiro Freitas.

O médico ainda disse na carta que, com relação aos óbitos ocorridos em Imbituba, grande parte dos pacientes não teve a oportunidade de um leito de tratamento em UTI.

“Diante de todo esse cenário devastador, e com o aumento constante no número de casos, óbitos e a escassez de recursos, a Direção Técnica do Hospital São Camilo vem alertar a gestão municipal e solicitar medidas resolutivas que promovam uma diminuição no número de casos de internações hospitalares”, disse, o diretor, no documento entregue nesta sexta-feira.

O médico Jaime Ribeiro Freitas pede ao Poder Público Municipal o fechamento integral das atividades não essenciais, por um período entre sete e 14 dias, bem como, a promoção do distanciamento social e uso obrigatório de máscara, com penalidades cabíveis aos cidadãos que não respeitarem as medidas sanitárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui