https://www.cnttubarao.com.br/wp-content/uploads/2021/01/web-banner-IPTU-2021_CNT.jpg
Anunciante do CNT

Neste dia 8 de junho completam-se nove meses desde que uma lona foi colocada sobre o deslizamento de terra ocorrido no morro da rua Isaac Newton, em frente à sede da Fundação Municipal de Educação, região central de Tubarão. O plástico, que servia para impermeabilização e para evitar maiores estragos com as chuvas posteriores, continua lá.

Anunciante do CNT

Moradores locais já contataram a prefeitura e a Defesa Civil diversas vezes, porém o muro não foi reconstruído. Uma dessas pessoas é a senhora Maria de Lourdes da Silva Sebastião, 57, que mora numa das duas casas logo abaixo da rua.Quando ela contatou a Defesa Civil, o caso foi direcionado à Prefeitura Municipal de Tubarão, que não lhe um prazo de reparo. “Falei com eles na gestão passada e nessa.

Anunciante do CNT

Eles vêm e trocam a lona, só isso”, relata Lourdes, que vive diante da expectativa e do medo de outro deslizamento. “Toda vez que chove ninguém dorme. Fico pensando em Brumadinho”, conta, preocupada. “Na estrada passa caminhão de lixo direto e muito carro, o que aumenta o risco”.

Anunciante do CNT

O filho da dona Maria de Lourdes, que mora na casa amarela há dois metros do muro, pediu ajuda aos órgãos responsáveis antes das chuvas de setembro. “Tinha apenas uma “craterinha”, conta a moradora. “Eles colocavam cavaletes e fita amarela, mas também não arrumavam antes”, relata ela, pedindo atenção por parte do Município. Por HC Notícia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui